Muito se fala hoje em dia de Blockchain, sendo que o blockchain nada mais é que uma base de dados de anexação (append only log), aonde essa inserção de dados é feita através de um consenso (PoW, PoS, etc), podendo ter ou não um token nativo (Ethereum/Hyperledger) e podendo ser pública ou privada (permissioned/permissionless).

Eu mesmo entrei nesse hype há um 5 anos e comecei meus estudos. Assim, esbarrei enfim, em um ótimo curso do MIT, o qual recomendo. Veja a ementa aqui.

Uma questão que o curso levanta e que acabo levantando também, é se realmente existe tanta demanda por descentralização via Blockchain?

Será que outras soluções, através de organizações privadas, já não resolvem o problema de descentralização de uma maneira mais eficaz? Microsserviços, por exemplo.

Nos últimos anos, vejo muito hype e pouca entrega, supply chain, a meu ver, é um dos setores que consegue se beneficiar dessa arquitetura, cartório também. Claro que muitos negócios se tornariam possíveis, porém, com a Web 2.0, os novos negócios, são reinvenções de modalidades passadas, AirBnb (anúncios do jornais), Uber (Taxi), iFood (Lista Telefônica), Netflix (Locadoras), claro que com o advento do mobile são negócios muito superiores aos antigos e já superam estes.

Já como Moeda, não sei, o PIX mesmo é totalmente centralizado e ele é a base do BACEN para a criação do CBDC, o Real Digital. Claro que gosto do Bitcoin como defesa da liberdade individual, ideologia e até como reserva de valor, mas na questão de usabilidade, o PIX hoje, dá de 10 a 0.

Outros pontos apontando são Seguro, Financiamento e Educação, mas quando entramos nesses mercados, o ponto em questão muda, a disrupção, na verdade, necessária é a questão da Governaça.

Quem se responsabiliza por fraudes? Quem tem a autoridade para aprovar ou rejeitar algo? Sei que isso poderia ser feito através de Smart Contracts e através de uma governança descentralizada, mas esse é justamente o meu ponto.

Falamos o tempo todo de Blockchain, sendo que este é apenas uma ferramenta para a Governança Descentralizada. O Vitalik, co-criado do Ethereum, vem trazendo bons artigos a respeito disso.

Como financiamos instituições descentralizadas? Como resolvemos conflitos e fraudes? Penso que essas questões e muitas outras não podem e não devem ser respondida com um simples “Blockchain”. Precisamos evoluir o assunto na Web3. Blockchain pode ser o princípio, mas não deve ser o fim.